14out2010

O relato de uma noiva em NY

Nesse post aqui mostramos o lindo casamento da blogueira/cantora gospel/modelo Mariana Ava e Richard em Nova Iorque. Quem olha as fotos pode imaginar coisas como:

“Nossa, que casamento luxuoso!”

Ou ainda:

“Com dinheiro é muito fácil…”

Mas como Mariana é uma pessoa normal, como eu e você, pedi a ela que contasse para o Casarei como é que ela fez para se casar em New York. Ela enviou esse doce depoimento abaixo, onde conta parte das dificuldades encontradas e mostra porque o momento perfeito valeu todo o sacrifício.

Ela organizou o casamento sem ajuda profissional, apenas com o amigo Google, e cuidou pessoalmente da decoração do seu próprio casamento!!! O que podemos dizer??? Mariana, você é vitoriosa! As imagens mostram como seu esforço e dedicação fizeram a diferença…

Veja só que preciosidade:

“Casar na cidade de Nova Yorque foi, para mim, um sonho realizado. Tantas coisas acontecem em New York, tanta gente andando pelas ruas… centro da moda, das luzes e do Dollar. É a cidade não dorme!  E eu, euzinha, mais um ser vivente no meio dessa ´floresta de concreto, onde os sonhos são formados’, como diz a nossa querida Alicia Keys em uma de suas canções, me casei por ali…

Desde a minha adolescência, sonhava em residir em New York. Como a minha vontade de viver sempre foi muito maior do que a minha vontade de sonhar, coloquei nas mãos de Deus e, com perseverança, esforço e dedicação, a vida me trouxe a New York, onde conheci meu marido através de um site de relacionamentos. Após dois anos de namoro, ele me pediu em noivado e logo começamos a planejar o casamento. Tivemos oito meses para passarmos da estaca zero, para o “pode beijar a noiva” no altar.

Desde a escolha do vestido, a escolha do cardápio para a festa, usamos do nosso próprio gosto, que gosto de chamá-lo de “bom”, simplesmente por que é nosso. Não seguimos regras ou padrões. Com a ajuda de nossos pais e de uma grande amiga minha, fomos, aos poucos, contratando as pessoas que nos ajudariam a realizar o nosso GRANDE dia. O primeiro passo foi escolher o local. Consultei meu grande amigo, Sr. Google, e ele me deu os 10 melhores lugares para se casar em NYC. Um deles, foi o Angel Orensanz Foundation, que, apos olhar as fotos, me apaixonei. Depois fotógrafos, vestido, make up…. e por aí vai a interminável lista  – e-nor-me.

Sabe quando chega o dia do casamento e a noiva vai para um Spa ter o seu dia de beleza e relaxar? Pois é, no dia do meu casamento eu estava, digamos, “decorando” o salão. Arrasta cadeira pra cá, arrasta mesa pra lá…

‘Cadê a passadeira de espelhos? Os forros, gente, os forros!! E o piano que ainda nao chegou? Gente, cadê meu pai com a comida?’

Loucuuuuuuuuuura, geral! Por aí já dá pra perceber que existem vantagens e desvantagens quando se casa fora do país de origem. O que achei mais diferente e por sinal difícil, foi o fato de que tudo tem que ser pago antes do casamento. TUDO! Ou seja, em apenas oito meses tivemos que pagar o nosso casamento inteiro. Nao é barato, aliás, nada em New York é barato, mas concluímos que vale a pena gastar para que seu dia seja memorável. Sempre dizia ao meu esposo, “A gente vai empobrecer, mas depois a gente trabalha….” Haha!

O fato de não termos contratado uma pessoa física para ser nossa cerimonial, também dificultou o planejamento um pouco. Dependemos da internet para nos direcionar.

Foi difícil, mas um dos pontos positivos, foi que eu realmente me senti envolvida em todo o planejamento. Negociei contratos, comprei peças para a decoração, fiz arranjos, aluguei piano, ajudei na compra da comida, contratei garçons, bartenders, planejei os horários exatos da cerimônia e festa, contratei quarteto de cordas, contratei DJ, contratei banda de Bossa Nova.. enfim, fiz tudo. Lógico que fiz tudo isso com a ajuda do noivo, da família e alguns amigos, que não me deixaram enlouquecer ou ter um ataque de estresse.

Meus pais ficaram responsáveis pela decoração do dia, bolo, mesa de doces e também da comida para o jantar – 175 pessoas.

Não vou mentir, a comida estava divina, a mesa de doces e bolo indescritível! Acho que esses americanos nunca viram tanta comida! Meus sogros, que são experts em vinho, ficaram responsáveis por eles. O interessante foi que, meia hora antes do casamento, meu pai ainda estava chegando do supermercado com as últimas compras para o jantar da noite, enquanto toda a família, e também euzinha, o aguardava para dar início ao casamento. Quanta ousadia, eu penso. Uns brasileiros lá de Goiânia, montando um evento SO-ZI-NHOS em NY! Só Brasileiro mesmo, não é?

Foi tudo muito, muito além das nossas expectativas! Dava um frio na barriga de saber que estava casando, mas o estômago virava do avesso mesmo ao pensar que nós estávamos organizando tudo. No final, recebemos vários elogios e as pessoas saíram bem satisfeitas.

Eu e meu esposo nao conseguíamos acreditar no que havia acontecido naquela noite. Somos muito gratos a Deus pelas pessoas à nossa volta, e  pela oportunidade que agarramos. Amo ajudar noivas que estao “em apuros” como eu mesma me encontrei antes do casamento. Sempre digo: Aonde existe amor e dedicação, existe sucesso. Não importa se o casamento for em Paris ou num pequeno vilarejo. Para 300 pessoas ou somente para cinco íntimos. Chame o seu gosto de bom gosto, e tenho certeza que seu dia sera inesquecível!

Beijos!

Mariana Ava”

Mari, obrigada pelo depoimento. Você é muito corajosa e nos mostrou que é possível realizar um sonho que parece inatingível!

19 comentários {Adicione o seu »}

  1. Ana Carolina

    14 outubro 2010

    corajosíssimaaa!
    Parabens!

    Responder
    • Luana

      15 outubro 2010

      E nem mencionei que ela criou uma música para o marido…. e cantou…. vestida de noiva e tudo mais.

      Beijo

      Responder
  2. taine

    14 outubro 2010

    maravilhoso!
    Deus abençoe essa união!

    Responder
    • Luana

      15 outubro 2010

      Amém, Taine! E que venham muitos filhos… nho-nho-nho.

      Bj

      Responder
  3. Helen

    14 outubro 2010

    Lindooo, Parabéns… Vi que é possível, pois quero também organizar o meu assim, participando de tudo e colocando as mãos na massa!

    Responder
    • Luana

      15 outubro 2010

      Helen, siceramente, não conheço outra forma de personalização verdadeira, legítima. Não colocar a mão na massa, é correr o risco do casamento se tornar aquele que a decoradora sonhou para você. O sonho é seu, não é dos organizadores/decoradores.

      Beijo

      Responder
  4. Samira Sheisla

    14 outubro 2010

    UAU!!! Valeu Luana por postar o relato. Deu mais força pro meu mantra “Eu não vou enlouquecer, eu não vou enlouquecer…” que repito continuamente enquanto grudo meus dedos com cola de tecido fazendo zilhões de laçõs nos meus convites (eu não tô zoando, é verdade!) rsrs.

    BEIJOS

    Responder
  5. Luana

    15 outubro 2010

    Samira, manda aqui pra mim que eu lhe ajudo. Rs. Estou à disposição.

    Uma enlouquecidinha básica, não definitiva, pode acontecer. Nada que uma boa massagem e uma noite de sonho/sono não resolva…

    Depois conta pra nós como foi tudo, a gente publica aqui!!!! Beijo e Deus a abençoe!

    Responder
  6. Angela Moreira

    15 outubro 2010

    Amo essas histórias. Principalmente porque ouvi todas as críticas que ela ouviu quando eu disse que queria me envolver mais na minha festa. (o que é um absurdo, afinal é casamento de quem???)

    Essas histórias me fazem sentir menos dinossauro. Sou muito a favor de festa – faça você mesmo – de detalhes feitos pelos noivos, família e amigos.

    Meu chá de cozinha será assim e eu estou adorando. Detesto essa coisa de todas as festas parecerem mini cópias de festa de casamento.

    Casamento não é chá de cozinha, que por sua vez não é festa de aniversário, que por sua vez não é festa de criança e por aí vai…

    Obrigada Luana e Mariana por mostrar que algumas de nós podem até ser voz dissidente, mas não solitária!

    Beijinhos

    Responder
    • Luana

      15 outubro 2010

      Nossa, Angela, você já foi lá no Limo Bag???? Falou tudo o que penso sobre essas festas que são imitações de casamentos.

      Lógico que você pode ter um estilo próprio de fazer/decorar uma festa, e aí, no final, elas todas (casamento, aniversário, batizado) podem ficar parecidas, mas um bolo de 10 andares numa festinha de 1 ano???? Nem tanto… Criança não precisa disso, né?

      Você não é “dinossaura”, é coerente! Esse movimento contra a globalização e empacotamento da decoração, está muito forte. Não desista de ser original! Seu DNA não é igual ao dos outros.

      E sobre as críticas, se você estiver no caminho certo, elas virão. Normal! É o sinal positivo para os que vivem somente na verdade.

      Um beijo!

      Responder
  7. Bia

    15 outubro 2010

    Adorei!! Corajosa e brasileirissima!!
    Meus Parabéns

    Responder
  8. Angela Moreira

    16 outubro 2010

    Então Luana, até deixei um comentário lá no Limo Bag!

    Eu estava conversando sobre isso com uma amiga que tem dois filhos (4 e 2 anos) e falávamos dessas coisas de festas com cara de casamento e como isso influenciava nas festas de criança e etc…e vi seu post aqui, depois li o Limo Bag..e não resisti em comentar aqui no Casarei também!

    Ah sim, não tenho dúvida sobre as críticas, gente que padroniza tudo. Não gosto. Obrigada pelo apoio!

    Beijinhos

    Responder
  9. Michele Navega

    17 outubro 2010

    Não teve decorador nesse casamento??? Gente, não acredito!!! Ficou perfeito! Parabéns!!!

    Bjs!

    Responder
    • Luana M.

      17 outubro 2010

      teve sim. hahahaha A Mariana AVa, decorada nata.

      hahahahaha

      O Trump já está quase dizendo:

      “Está contratada!!!!”

      Responder
  10. Vanessa Mendes

    18 outubro 2010

    Que depoimento lindoooo….como é bom saber que tem gente simples mas batalhadora neste mundo…
    As vezes pensamos que a realização de casamentos inesquecíveis destes que a gente fica suspirando só de ver as fotos dependem só de dinheiro, mas a Mariana provou que é muito mais do que isso, é dedicação, amor, ajuda dos amigos, fé e mão-na-massa!
    Parabéns!!!

    Responder
  11. Quando imagens inspiradoras ensinam… - Casarei

    22 outubro 2010

    […] o orçamento e mesmo assim deixar tudo lindo, com cara de coisa pensada e bem feita (que diga Dona Mariana Ava, […]

    Responder
  12. Rosângela Viana

    24 outubro 2010

    Meninas
    Me inspiro em td que vcs dizem, não tenho muitas amigas casadas e geralemnete casaram no estilo Rô me ajuda?? (que sou eu) faz a decoração pra mim, faz os docinhos pra mim, vai na 25 de março e compra td o q dê com esse dinheiro… Então essa sou eu.
    Agora chegou a minha vez e estou tremendamente perdida. Estou certa de que mei casamento terá que ter minhas mãos mesmo, pq meus pais estão fechados num casulo a respeito do meu casamento, e aí vem a minha questão.
    POR ONDE COMEÇO???
    Me desculpem garotas, mas vcs podem me dar um help???
    Beijos

    Responder
    • Luana

      24 outubro 2010

      Parabéns pelo noivado, Rosângela!

      Estar disponível já é um passo enorme! Muitas deixam tudo na mão da organizadora.

      Primeira coisa: sentar com o noivo e fazer a lista de convidados. Segunda: fazer o orçamento para saber qual é montante disponível para a festa.

      Depois de fazer “issos”, volte aqui que a gente dá outras dicas. Fixe a mente nessa duas coisas: lista de convidados e valor disponível para o evento. Acredite em nós!!!! Essa é a parte mais difícil.

      Boa sorte e pode contar conosco para concretizar seu sonho!

      um beijo

      Responder
  13. Rosângela Viana

    26 outubro 2010

    Obrigada Lu!
    Qdo eu resolver isso concerteza volto a te procurar rs.
    Obrigada
    òtima semana

    Responder
  14. Diana Cantidio

    25 novembro 2010

    Ai, tô com meus olhos cheio de lágrimas… hahahahaha
    Amei o depoimento! Essa Mariana é o máximo!
    E para uma pessoa determinada, esforçada e sonhadora como ela, Deus só tem a acariciá-la com muita alegria, amor e prosperidade.
    Querida, um abraço forte porque apesar de não conhecê-la fiquei tocada com sua história :o)
    Beijinhos,

    Responder
  15. Adoro simplicidade | cronicasdabia.com.br

    12 dezembro 2010

    […] Ah e também recomendo esse post do Casarei […]

    Responder

Comentar

* Campo requerido