30maio2017

Dicas | Planejador de custos

Quando viramos noivas, a primeira coisa que temos que ter em mente é: qual o orçamento para o casamento? Para facilitar a vida de vocês, criamos um planejador de custos, que podem acessar clicando aqui.

 

Por que ter um planejador de custos?!

 

Definir o orçamento é fundamental para que os noivos não se casem com dívidas! Uma das piores coisas é ir morar na casa nova com dívidas feitas para o casamento.

Para que isso não aconteça, definir o budget e seguir o plano inicial é essencial. Por isso, resolvemos compartilhar com vocês uma planilha que promete ajudá-las e muito.

Nela, vocês definem o budget total para o casamento, além dos valores que definiram para cada serviço. Claro que, ao longo dos preparativos, é possível modificar os valores se necessário, tanto para maiores ou menores. Isso fica a cargo de cada casal.

Além de preencherem a planilha e sempre pesquisá-la, seguir algumas dicas também ajudam:

PLANEJADOR DE CASAMENTO

#1 –  Definir o orçamento total:

Como falamos acima, o primeiro passo é definir um orçamento total para o casamento. Façam uma análise financeira e descubram o quanto poderão gastar.

Dúvidas:

– Quanto menos convidados mais barato será o casamento? Não necessariamente. É possível investir menos quando o número de convidados é reduzido, mas nem sempre os casais assim o fazem. Pois investem em alguns outros itens para ter a festa dos sonhos.

#2 – Saber as porcentagens:

Depois de definir o budget, chegou a hora de definirem a porcentagem para cada serviço, ou seja, fornecedor. O quanto estão dispostos a pagar para cada um deles? Quais são prioridades?

Pensem nisso e preencham a planilha!

Segundo algumas assessorias, há uma porcentagem máxima para gastar com alguns serviços:

– buffet: de 25 a no máximo 27%;

– decoração: de 15 a 20%;

– foto e vídeo: de de 10 a 15%;

– espaço: no máximo 10%.

Ultrapassando essas porcentagens, vocês gastarão muito mais do que o planejado.

#3 – Orçamentos:

Depois de definir o valor que poderão gastar com cada fornecedor, chegou a hora de pesquisar elos serviços e pedir o orçamento para os 3 fornecedores que mais gostaram de cada segmento.

E escolham aqueles que se encaixem tanto no bolso quanto no perfil de vocês.

#4 – Pagamento:

A maior parte dos fornecedores não aceitam receber após a data do casamento. No máximo uma semana antes da data escolhida. Por isso, é importante montar um fluxo de pagamento. Ou seja, cada mês uma parcela será paga para x fornecedores. É importantíssimo colocarem isso na planilha para não haver surpresas no final.

Ahhh, e não esqueçam de dar um check nas parcelas já pagas!

Uma dica aqui também, é agendarem o pagamento dos fornecedores. Como são muitas empresas, esquecer um ou outro não é impossível. E vamos falar a verdade, quem quer pagar multa por que esqueceu de pagar o fornecedor no dia certo?

Dúvidas:

– O casamento será fora da cidade onde moro. Devo acrescentar quais gastos na planilha? Todos, incluindo a hospedagem e o frete dos fornecedores

– Posso efetuar os pagamentos à vista? Com certeza. A maioria dos fornecedores dão um desconto especial para os casais que pagam no fechamento do contrato.

O valor de um casamento varia muito do sonho e do bolso de cada casal. Já tivemos noivas que gastaram 40.000 outras que passaram do 1 milhão. Tivemos também aquelas que queriam pagar 50.000, mas no final pagaram 90.000 devido há alguns imprevistos pela falta de planejamento.

Se planejem, coloquem tudo na planilha e organizem o casamento da melhor forma possível. Isso ajuda a evitar ataques de ansiedade, nervosismo e brigas entre o casal devido a parte financeira.

 

 Dica para reduzir a ansiedade e o estresse na organização do casamento

Noiva | 7 dicas para se manter sã durante os preparativos do casamento

Comentar

* Campo requerido