Life | Um amor de verdade

O amor de verdade existe?! Sim, ele existe e a prova disso é Mark Hamill. O ator de Star Wars comemorou seus 39 anos de casados com uma declaração linda.

 

Um amor de verdade & Star Wars

Enquanto o mundo celebrava a pré-estreia de Star Wars: O último Jedi, um dos atores do filme estava comemorando outra coisa, seu aniversário de casamento. Em suas Bodas de Mármore, o alter ego de Luke Skywalker não poupou esforços e fez uma declaração de amor para sua esposa Marilou York.

Segundo ele: foi amor a primeira risada.

Eles se conheceram em Los Angeles, quando ela trabalhava de dentista. Um uma entrevista à revista People em 1981, ele comentou: “Ela entrou na sala de espera com jeans, casaco branco, seios como melões, parecendo uma pintura de Vargas”. Eu disse: “Eles deixaram você se vestir assim no trabalho?”. Ela disse: “Sim. Próximo”.

Mark e Marilou trocaram votos em 17 de dezembro de 1978, quando tinham 26 e 23 anos respectivamente. Eles têm três filhos juntos: Nathan (nascido em 1979), Griffin (1983) e Chelsea Elizabeth (1988).

amor de verdadeamor de verdadeamor de verdade

Imagem: Mark Hamill

 

Uma história de amor que começou na pré-escola

Histórias de amor – Da série: dicas e desabafos sobre relacionamento

Histórias Reais: com câncer terminal, esposa quer que o marido se case novamente

 

Até o anoitecer

Sim, o AMOR…

Ele que nos move, pois tudo o que fazemos por ele, ou com ele se torna mágico! O wedding abaixo parece ser bem o caso do que estamos falando.
O carta deixada pela noiva, para o seu amado, dizia que faziam exatos 3008 dias ela o tem amado. Lindo, não é mesmo?

Amamos os arcos com os lindos arranjos que enfeitaram a saída do local da cerimônia. Vocês repararam na inusitada chuva de “aviõezinhos”? E que o menininho fofo que pegou todos só pra ele?! Sortudo não é mesmo?

Inspirem-se!

Imagem: Samuel Docker

Muito amor & Um desabafo

Não lembro se chegamos a postar essa história para vocês, ela aconteceu no ano passado e foi destaque de alguns jornais estrangeiros. Lembrei-me dela quando vi um casal de velhinhos de mãos dadas andando de metrô. Fiquei tão encantada com o amor e o carinho entre eles que preferi apreciar aquela energia gostosa e aquela cena do que ir conversar com eles. Sei que deveria tê-los parado e perguntado tudo, tipo um interrogatório mesmo rsrsrs, mas as cenas que vi foram tão lindas e com tanto amor que acabei só apreciando tudo.

A história que mencionei acima, fala de um casal de brasileiros que depois de 65 anos de casados, acabaram falecendo um ao lado do outro com 40 minutos de diferença. O amor deles era tão forte, que acabaram morrendo em paz ao lado da pessoa amada e tenho certeza que seguiram juntos para o céu. Segundo os netos, seu Italvino faleceu primeiro. Dona Diva faleceu assim que sua filha deu a triste notícia que ele não estava mais entre eles. Seu semblante ficou tranquilo e em paz e poucos minutos depois ela se juntou ao seu amor. Eles viveram um grande romance. Seu Italvino sabia que se casaria com dona Diva desde o primeiro momento em que a viu e contava sempre um ano a mais de casados, pois ele adicionava o ano em que a havia conhecido (1948).

Por que estou comentando isso? Acho que todas as mulheres, pelo menos a maioria e alguns homens também, sonham em encontrar a alma gêmea e construir uma vida com essa pessoa. Crescer e amadurecer com ela, ter uma família e superar todos os obstáculos que a vida trouxer e quando chegar lá na frente, olhar para trás e relembrar de todos os bons e maus momentos que passaram juntos sempre com um sorriso nos lábios e muito amor no coração.

Sei que às vezes, a vontade de desistir de um relacionamento é maior. Jogar tudo para o alto, fugir e nunca mais olhar para trás. Hoje a maioria dos casais está se separando por pequenas besteiras, por não cederem ou simplesmente por não terem empatia com o outro. O que aconteceu com a perseverança, com a paciência? O mundo está cada vez mais egoísta e como consequência as pessoas ficam mais individualistas e acabam olhando somente para o próprio umbigo. Essas características estão cada vez mais difíceis de serem passadas de geração para geração. Sim, porque isso é aprendido!!!!!!!

E me vejo querendo fugir disso. Querendo ser cada vez mais paciente, saber que estou fazendo tudo o que posso para que o relacionamento continue indo para frente sem cair nos ciclos viciosos de brigas e discussões sem necessidades. Eu quero poder vivenciar o que esse casal de velhinhos está vivendo agora. Eu quero ter um futuro assim.

E para quem fala que o amor não resiste por longos anos, digo que é mentira. O amor resiste a tudo! Basta o casal ter maturidade para resolver as questões. Depois de reler a história do casal brasileiro que saiu nos jornais internacionais, fiquei pensando nos meus avós e tudo o que eles viveram juntos. Os dois já faleceram, minha avó aguentou apenas um ano sem meu avô. Sempre falo que ela devia estar entediada por não poder mais implicar com ele rsrsrs.

Pensando em todas as histórias que conheço, a maioria delas são assim, ele ou ela morrem pouco tempo depois do grande amor. Poucas são as pessoas que perdem o cônjuge e continuam fortes e saudáveis, que tem a coragem de permanecer nesse mundo enfrentando tudo sozinha depois de longos anos acompanhada. Entendam, não estou desmerecendo o amor dessas pessoas que continuam firmes e seguindo com a vida, mas impressionada com os casais que não conseguem viver sem o outro.

Para celebrar o amor verdadeiro e o encontro das almas gêmeas, selecionei algumas imagens lindíssimas de casais da terceira idade que dão um show de sabedoria quando o assunto é relacionamento.

xo

Nati

PS: acho que me empolguei um pouco e acabei escrevendo demais rsrsrs. Sorry about that!

Imagem via godinterest

Imagem via huffington post

Imagem via imgarcade

Imagem via life hack

Posts anteriores