Casamento Real | O elopement boho da May e Roberto

Socorro!!! Eu juro para vocês que eu quis matar o fotógrafo Thiago Farias por ter me mandado tantas fotos maravilhosas do elopement boho da May e Roberto. Sofri horrores para escolher algumas para compartilhar com vocês. Ao todo foram 275 imagens de tirar o fôlego que eu, uma canceriana com ascendente em libra, tive que olhar para fazer uma pequena seleção. Eu postaria todas se fosse por mim rsrs.

elopement boho

 

Elopement boho da May e Roberto

 

Eu amo esses casais como a May e o Roberto que fogem completamente do tradicional para selar a união apenas na presença do filho de quatro patas e o fotógrafo. Acho o elopement algo muito íntimo e super romântico.

A May nos contou um pouquinho da história do casal, prontas para lerem sobre um amor à primeira vista?

Preparem os lencinhos, pois esse amor começou lá na pré adolescência.

elopement boho elopement boho

A história da May e Roberto

Sim, a nossa história é de amor à primeira vista, eu sei que esse termo de primeiro momento pode parecer clichê, mas nesse caso não é.

Eu e o Roberto nos conhecemos desde os 12 anos de idade, e desde então passamos boa parte na nossa infância e adolescência estudando no mesmo colégio, conversando com as mesmas pessoas, tendo os mesmos amigos e surpreendentemente achando que um não correspondia o sentimento do outro (sim, amor platônico que chama né?).

elopement boho elopement boho

Mas de alguma forma as nossas histórias e nossos olhares continuaram se cruzando ao longo da vida. E no meio de encontros e desencontros, há alguns anos ele largou tudo e veio morar em Curitiba, sem nenhum parente, amigo, plano ou emprego… Nada além de mim. E foi nesse momento que eu percebi que nossa amizade sempre foi amor, que aquele menino lindo que me sorriu com os olhos quando me viu, que me encarava durante a aula e que foi meu primeiro amor, estaria para sempre do meu lado.

elopement boho elopement boho

Em algumas semanas estávamos morando juntos, em alguns meses ele já havia me pedido em casamento e de alguma forma nós dois funcionamos tão bem juntos, temos uma parceria uma forma de amar tão parecida e não pareceu loucura dizer “sim”.

Assim, começa nossa história de casamento, e é aí que entra um segundo amor platônico na história: O Thiago Farias, nosso fotógrafo e meu amigo de infância de quem eu recebi minha primeira cartinha de amor na 4ª série.

elopement boho elopement boho

Eu e o Roberto desde o começo, pensávamos em um ELOPMENT WEDDING, algo íntimo onde pudéssemos dizer nossos votos um ao outro sem protocolo, de forma simples e que de algum modo tivesse um vínculo com toda nossa história, um significado a mais para nós.

elopement bohoelopement boho

Decidimos então, fazer na cidade aonde crescemos, em uma cachoeira, com os pés na água e decoração feita por nós um pouco antes da cerimônia (com ajuda de alguns amigos). Como a intenção era para que tudo fosse perfeito e com significados, chamamos o Thiago Farias, que de primeira entendeu o que havíamos idealizado e contribuiu não só com o seu talento, mas com a forma com que enxergou nosso amor o traduziu em fotos representando o que estava escrito nos votos. Também contamos com os meninos da LS Design que fizeram o buquê dos sonhos e o assessório do meu cabelo.

elopement bohoelopement boho

“Todos os nossos amores, encontros e desencontros e situações que passamos, nos trouxeram até aqui. Quem a gente não esqueça das nossas origens, que a água lave a nossa alma e permaneça somente o que há de bom, que o tempo conserve a pureza do início e nosso amor cresça forte e floresça cada dia mais.”

elopement boho

Imagem: Thiago Farias | Buquê e acessório do cabelo: LS Design

 

Casamento | Tudo o que você precisa saber sobre o elopement

Elopement praiano & Romance

Elopement inspirado nos anos 60

 

Elopement | Um casamento a dois!

Eu sou completamente apaixonada por elopement e adoraria fazer um, mas o noivo quer festa em solo brasileiro rsrs. Por isso, toda vez que vejo um casamento a dois, fico admirando cada detalhe!

Eu acho super justo, mesmo sendo um casório a dois, ter uma mesa bem posta, um momento para danças e para curtir todo o sentimento em torno desse momento. Então, ter uma mesa bem posta e ter direito a primeira dança, são coisas de que eu não abriria mão.

E creio que foi exatamente por isso que amei essa referência. O casal teve direito a uma mesa posta maravilhosa, onde os fornecedores também se juntaram a eles (fotógrafos, videomaker e celebrante).

O convite foi um plus incrível. De super bom gosto, é uma memória que eles poderão guardar para o resto da vida!

Se é preciso de tudo isso para fazer um elopement?! Não, mas cada casal sabe de seus desejos e necessidades. O meu, por exemplo, não teria convite, mas faria questão de ter um bom celebrante, fotógrafo e videomaker para registrar esse momento (já que essa é a única lembrança física que fica do grande dia), um belo vestido de noiva, maquiagem e cabelo a altura (lógico) e um plano de fundo com muita natureza!

Será que é pedir demais?!

convite de casamento buquê desconstruído lapela vestido de noiva vestido de noiva elopement drinks elopement elopement decoração mesa elopement decoração mesa elopement first dance

Imagem:  Jeremiah and Rachel Photography

 

Editorial | Um elopement na Grécia

Elopement | Um casamento a dois apaixonante

Elopement | Com os pés na areia em Ibiza