Chá de cozinha: 2 receitas de mini porções

O chá de cozinha aquele momento em que reunimos as pessoas mais íntimas para uma festinha divertida. O intuito, além de ganhar os presentes para a casa nova, é relaxar e se divertir com as pessoas que vocês amam.

Apesar de ser um pequeno evento pré-casamento, não é necessário investir rios de dinheiro no chá, seja ele de panela, lingerie, bar, barnela…. E isso inclui os comes e bebes.

Normalmente, não são servidos pratos mais sofisticados e elaborados nesses eventos. Sanduíches de metro, salgadinhos (procuram optar sempre pelos assados e não fritos), tortas salgadas e até mesmo cachorro quente fazem muito sucesso. Como é algo mais intimista, vocês devem pensar em comidinhas que é possível comer em pé, os chamados finger foods, que nada mais é que pequenas porções!

Como hoje é quinta-feira, isso significa dia de receitas aqui no blog, selecionei duas opções de mini porções que são super gostosas e fáceis de fazer: mini quiche vegetariano, bruschetta de queijo com tomate e provolone desidratado.

1) Mini quiche vegetariano

ing

Para a massa:

  • 150 g de margarina light sem sal;
  • 1 1/2 de farinha de trigo;
  • 1 pitada de sal.

Para o recheio:

  • 3 colheres de sopa de azeite;
  • 2 tomates;
  • 1 couve-flor;
  • 1 brócolis;
  • 1 cebola;
  • 1 dente de alho;
  • 1 pimentão amarelo;
  • 1 pimentão vermelho;
  • 1 lata de creme de leite light;
  • 200 g de palmito picado;
  • sal e pimenta a gosto.

Para a cobertura:

  • 4 ovos;
  • 1 pacote de queijo cottage;
  • 1 lata de creme de leite.

mini quiche de tofu

Imagem via Compassionate Cuisine

Modo de preparo:

Massa:

– Coloquem a margarina e o sal em uma vasilha, adicionem a farinha aos poucos até dar o ponto da massa. Caso necessário, adicionem um pouco de água.

– Deixem a massa descansar por alguns minutos.

Recheio:

– Cortem todos os ingredientes em cubos e refoguem. Após adicionem o creme de leite.

Cobertura:

– Coloquem todos os ingredientes no liquidificador e batam até ficar uma mistura cremosa.

– Para polvilhar: 2 colheres de queijo ralado.

Montagem:

A montagem é simples.

– Abram a massa sobre a mesa, cortem em círculos do tamanho que quiserem e untem as forminhas com óleo e farinha. Depois, adicionem o recheio e por cima a cobertura.

– Polvilhem com o queijo ralado.

– Assem em fogo médio por cerca de 30 minutos ou até a cobertura ficar firme e dourada.

O recheio pode variar de acordo com o gosto de vocês.

 

2) Bruschettas de queijo com tomates marinados: 

ing

  • pão firme, pode ser ciabatta rústica, italiano… fica a gosto de vocês;
  • 1 tomate grande;
  • 1 dente de alho;
  • 1 colher (sopa) de balsâmico;
  • 1 colher (sopa) de orégano seco;
  • queijo mozzarela;
  • tomilho ou manjericão.

mini bruschetta

Imagem via Sweet&Savory

Modo de preparo:

Tomate marinado:

– Cortem o tomate ao meio, retirem as sementes e piquem em cubos. Juntem flor de sal, pimenta do reino, o alho esmagado, o balsâmico e o orégano em uma vasilha, misturem abem, adicionem o tomate e cubram com azeite.

– Quanto mais tempo deixarem, mais gostoso fica. Vocês podem deixá-lo marinando por cerca de 2 horas.

Bruschetta:

– Cortem o alho ao meio e esfreguem na assadeira, depois untem com óleo. Se preferirem o gosto mais acentuado de alho, esfregue nas fatias de pão;

– Cortem o pão em fatias, não muito finas, coloquem na assadeira e espalhem uma camada fina de cream cheese.

– Adicionem o queijo mozzarela e os tomates.

– Reguem com o caldinho da marinada e levem ao forno até o queijo derreter a 220°C.

– Tirem do forno e polvilhem com tomilho ou manjericão.

 

E está pronto!!!!!

Viram como são fáceis?! Não conheço ninguém que resista a essas delicinhas.

 

Da série: servir bem & Apresentação

Fazia tempo que não publicávamos nenhuma matéria da série: servir bem! Cheguei a sentir falta dela rsrsrs.

Não adianta, o ser humano come pelos olhos. Como assim? Simples, antes de comermos qualquer alimento, nós precisamos desejá-lo e fazemos isso ao olharmos para o prato, ou seja, a apresentação é tudo. E é isso que chamamos de servir bem!!!!!!

A comida pode ser a mais deliciosa do mundo, mas se a apresentação não estiver apetitosa as pessoas irão ficar receosas em experimentar!!!!

Por que falo isso? Por experiência própria rsrs!!!! Eu amo comer, minha família toda é comilona e se tem uma coisa que as pessoas sempre encontravam em casa era uma mesa farta! Estou falando isso, pois cresci em uma família que dá muita importância a comida rsrsrs. E eu sou a pessoa mais chata do mundo. Se a comida não está com uma boa apresentação, eu custo para querer experimentar! Acho que é por isso que gosto tanto de falar sobre o assunto rsrsrs.

É importante prestarmos atenção na apresentação dos comes e bebes na hora de contratarmos um fornecedor. O que vemos na degustação, é um pequeno preview do que será no dia do casamento.

Para inspirá-las a prestar mais atenção nisso, selecionei algumas imagens de como o menu pode ser servido no grande dia.

Buffet à inglesa:

Os pratos são servidos pelos garçons nas mesas. Aqui, os pratos vem com a apresentação de acordo com o estilo do casamento. A inspiração abaixo é mais adequada para casamentos alternativos, rústicos e durante o dia.

  servir bem

Imagem via Shane Shepherd

Estação de comidas ou Food Bar:

As estações ou food bar são mesas com porções a serviço dos convidados. É como um serviço de buffet à francesa, os convidados levantam da mesa para fazer os pratos. Assim como a opção acima, ele é decorado e distribuído de acordo com o tema e estilo do casamento.

servir bem

Imagem via Shane Shepherd

servir bem

Imagem via Ten22 Studio

servir bem

Imagem: Reprodução/Pinterest

Finger Food ou Food Bite:

Ahhh sei que esse vocês já conhecem e muito bem, já falamos sobre isso aqui. Aqui, os pratos são servidos em mini porções e os convidados podem comer em pé ao interagir com outros convidados. Essa escolha dá maior mobilidade ao convidado na “hora do jantar”. Os fingers food podem ser servidos por garçons ou permanecerem em uma estação.

servir bem

Imagem via Shane Shepherd

servir bem servir bem

Imagem via Pinterest

Eu sou fã das estações e acho muito bacana quando vou em casamento que possuem diferentes estações, seja de diferentes salgados e de doces.

Vejam que em todas as opções listadas acima, não importa se a comida é mais elaborada ou descolada, a apresentação é criativa e instiga nossa vontade de comer!!!! E é isso que quero que busquem para o casamento de vocês, uma bela, criativa e instigadora apresentação a ponto dos convidados ficarem babando até a hora do jantar rsrsrs.

Finger food

Uma das decisões mais complicadas em relação ao nosso grande dia, diz respeito à escolha do buffet. E não é para menos, são tantas opções que muitas vezes, nos vemos confusas. E não estamos falando apenas nas opções de fornecedores, mas também dos tipos e estilos que estão à nossa disposição. Então, muita calma nessa hora.

Hoje vamos falar falar um pouco sobre a finger food, que para alguns tipos de casamento podem ser uma ótima pedida. Para quem ainda não sabe, a finger food não é servida na mesa, pelo contrário, os garçons passam pelos convidados oferecendo os quitutes como se fossem canapés. Assim, os convidados não precisam enfrentar nenhum tipo de fila, ou estarem devidamente sentados para começarem a se deliciar! Para inspirá-las a servir essa opção, selecionamos alguns pratinhos deliciosos.

Imagem via Tumblr

Finger Food em casamentos

Vocês já ouviram falar na finger food? Esse tipo de “prato” muito usado em coquetéis e outros eventos está invadindo os casamentos brasileiros.

Mas o que é finger food afinal? A finger food não passa de mini porçõezinhas de quiches, salgados fritos e folhados, espetinhos, canapés entre outras delícias.

Eles são como petiscos, para serem comidos com as mãos. O objetivo desse tipo de “prato” é manter as pessoas o maior tempo possível nas pistas de dança ou interagindo uma com as outras, sem precisarem se preocupar em sentar, serem servidas ou se servirem… Assim a diversão é garantida por mais tempo.

Imagem: Rappanui Gastronomia

Por que escolher finger food e não um jantar ou almoço para o casamento?

Por vários motivos. Três deles são:

– para o casal economizar um pouco mais na organização do casamento;

– para os convidados se divertirem e interagirem mais;

– maior variedade de comida em pequenas porções para agradar a todos.

É claro que, se a festa durar mais de 4 horas, a finger food não satisfará os convidados. Por isso, é indicado servir também algumas minis porções que podem ser deixadas em uma mesa principal ou servidas em pequenas quantidades nas mesas dos convidados.

Contratar ou fazer?

O mais legal é que se o casal souber e gostar de cozinhar, eles podem colocar a mão na massa e criar o próprio menu. Para vocês terem uma ideia de quanto fazerem, caso vocês forem fazer, para uma festa sem pratos quentes calcula-se de 15 a 18 salgadinhos por pessoa. O bom de contratar esse tipo de serviço é que a empresa já calcula certinho a quantidade de comida por pessoa e acrescenta uma margem de 10% para que não tenha o risco de faltar.

Opções de finger food:

Eu selecionei algumas opções deliciosas para inspirá-las:

– Ovas de salmão com creme azedo e gergelim preto;

– Canapés com pasta de salmão e pimenta;

– Creme de aipim com salmão e azeite trufado;

– Kafta com molho de iogurte e hortelã;

– Mini casquinhas de salada Caesar;

– Copinhos de maçã, queijo de cabra e passas;

– Picadinho carioca com iscas de mignon, arroz de castanha e farofa de banana com ovo d codorna;

– Biscoito de parmesão e alecrim, feta e tomate cereja tostado.


Imagem: Reprodução/Pinterest