Destinos | Lua de Mel na Oceania & Venha suspirar e se inspirar

A Oceania é um continente repleto de paisagens de tirar o fôlego. Composto por Austrália, Nova Zelândia, Polinésia Francesa e Ilhas Fiji, é difícil escolher um único lugar e uma única paisagem como a favorita! Mas uma coisa é certa, passar a lua de mel na Oceania é definitivamente um sonho!

Austrália:

o maior país da Oceania, é sem dúvida um dos destinos mais cobiçados pra quem quer desbravar o menor dos continentes. Conhecido principalmente por suas lindas praias, o país vai muito além disso, proporcionando aos seus visitantes lembranças e experiências únicas.

– Sydney:

com mais de 4 milhões de habitantes, é cidade mais populosa da ilha, e é também um dos destinos prediletos para mutos de seus turistas. Os destaques ficam por conta da vida noturna intensa, belíssimas praias, e inúmeros pontos turísticos, tais como:
– Opera House,
– Sydney Aquarium, (que no dia dos namorados, vira um restaurante exclusivíssimo) foto logo mais abaixo
– Wild Life Sydney Zoo
– Royal Botanic Garden Sydney

Mas não se enganem a Oceania é muito mais do que apenas a Austrália, como veremos mais abaixo.

Imagens: Pinterest

– Praia Whitehaven:

A Austrália também é berço de uma das praias mais lindas do mundo, a Whiteheaven Beach.  Ela faz parte do famoso arquipélago das Whitsundays, que é composta por 74 ilhas que estão localizadas entre a costa nordeste de Queensland e a Grande Barreira de Corais.

É aquela típica paisagem que parece ter saído de um quadro. Sabe aquele mar de águas azuis turquesa e quilômetros de areia branca?

Só é possível chegar a praia de hidroavião ou de barco.

Outros locais que merecem muito a visita: Grande Barreira de Corais, Ilha Fraser, Great Ocean Road, Melbourne, Ilhas Whitsunday em geral, Baía de Hervey, Byron Bay e Hamilton Island.

Lua de mel na oceaniaLua de mel na oceania

Imagem: Queensland | Alliance Board

Mas como veremos mais abaixo, para aproveitar 100% da sua lua de mel na Oceania, vale a pena conhecer outros países, afinal de conta, já que resolvemos ir para tão longe, vamos aproveitar cada segundo, não é mesmo?! Rsrsrs.

Nova Zelândia:

Não é só de geleiras que é feita a Nova Zelândia. Outras paisagens também tomam conta do país.

– Cathedral Cove:

Considerada uma das praias mais belas da Nova Zelândia, e também da Oceania, Cathedral Cove parece não pertencer a esse planeta. Um arco de pedra gigantesco, formando um túnel, liga duas faixas de areias brancas e fofas. Ao fundo? Um mar de um azul único.

Localizada em uma reserva marinha, só é possível acessá-la a pé. A caminhada leva cerca de 1 hora e de nível fácil. Na trilha, é possível parar para admirar outras duas baías, Gemstone e Stingray.

lua de mel na oceania lua de mel na oceania

Imagem: Nico Babot | Reprodução

– Waitomo:

Essa minúscula cidadezinha famosa por suas cavernas é perfeita para quem ama uma aventura. Essas cavernas abrigam a espécie Arachnocampa luminosa, responsáveis pelo brilho em meio a escuridão. A iluminação é de um azul tão perfeito que não parece real.

Entre as 300 cavernas localizadas na cidadela, três são as mais famosas e de parada obrigatória: Waitomo Glowworm, Ruakuri e Aranui. Visitá-las é uma experiência mágica.

Outros destinos para visitar: Rotorua, Taupo, Milford Sound, Abel Tasman, Queenstown e claro, a geleira Franz Josef.

lua de mel na oceanialua de mel na oceania

Imagem: Reprodução

Polinésia Francesa:

A Polinésia Francesa é lar de pequenos paraísos na Terra. O paraíso mais conhecido é Bora Bora. Um local para relaxar e elevar a vitamina D.

– Bora Bora:

Quando falamos em Polinésia Francesa, Bora Bora é o destino que primeiro vem a cabeça. Considerado o lugar mais romântico do mundo, é um dos destinos mais procurados para a lua de mel e destination wedding.

O tom azul de suas águas é surreal. Seu mar calmo, suas areias branquinhas são atrações inigualáveis. Apesar de ser habitada por apenas 9 mil pessoas, Bora Bora é berço de resorts 5 estrelas que garantem luxo e conforto aos seus hóspedes.

lua de mel na oceania lua de mel na oceania

Imagem: Tahiti Tourisme

– Papeete:

A capital não é menos atrativa. Apesar de não ser a pérola da Polinésia, como o destino anterior é conhecido, Papeete oferece a agitação de uma cidade grande. Lojas, mercados, vida noturna e as mais temidas ondas de surf são encontrados ali. Tanto que uma das etapas do WCT, circuito mundial de surfe, acontecem na capital.

Outros locais para visitar: Taha’a e suas pequenas ilhotas.

lua de mel na oceania

Imagem: Artigolândia

Ilhas Fiji

Ilhas Fiji é o primeiro país do mundo em que o dia se inicia. E quando se está por lá, a gente não vê a hora do dia começar para desbravarmos suas paisagens.

– Suva:

A capital é belíssima e possui joias que merecem ser visitadas. O Museu Fiji e os inúmeros edifícios coloniais são algumas delas, assim como o Mercado Municipal e a Catedral Católica Romana (1902).

lua de mel na oceania lua de mel na oceaniaq

Imagem: Mormon News room | Fiji Highcom

– Mamanuca:

As Mamanucas são um pequeno conjunto de ilhas localizadas junto à costa ocidental de Viti Levu e de acesso fácil por barco a partir de Nadi. Dona de recifes maravilhosos e peixes coloridos, é perfeita para quem ama mergulhar.

Suas águas claras e areias brancas são um convite para curtir o sol e relaxar a beira mar.

Outros lugares para conhecer: Sigatoka, Nausori Highlands, Viti Levu e Nadi.

lua de mel na oceania lua de mel na oceania

Imagem: Tourisme Fiji | Knight Frank

Como vocês puderam conferir acima, passar lua de mel na Oceania pode ser uma escolha perfeita, já que há um universo de belezas naturais e opções dos mais variados tipos, para os mais variados gostos.

 

Destino | Tudo sobre lua de mel em Tulum

Destino | Lua de mel na Jamaica & Um sonho!

Destino | Lua de Mel em Ipoh, Malásia & Imperdível

 

Igrejas absolutamente fenomenais

Igrejas. Não são todos os casais que optam por selar seus votos matrimoniais em “solo sagrado”, rsrs, mas muitas e muitas de nossas leitoras não abrem mão de casar dentro dos templos de sua respectiva religião. E as opções são inúmeras. Claro, existem aquelas mais requisitadas, como a Paróquia Nossa Senhora do Brasil, uma das igrejas mais concorridas do, por que não dizer “Continente”.
O post de hoje, vai trazer para vocês algumas dessas maravilhas, mais precisamente seus interiores. Elas espalhadas pelos quatro cantos do mundo.
Espero que vocês gostem!

 

 

Casamento Real | A noiva de sapato amarelo & Um casamento de verão

Eu amo casamentos que são a cara do verão! Eles costumam ser lindos e vibrantes e quando envolvem uma noiva de sapato amarelo… OMG! Acho que não tem cor que combine mais com esse tipo de enlace do que essa. Concorda?

sapato amarelo

 

A noiva de sapato amarelo & Um casamento de verão

 

Quando falo em casamentos coloridos ou vibrantes, não falo daqueles que usam cores mais fortes como paleta principal. Na verdade, acho que tons assim deveriam ser usados apenas para os detalhes e nunca em grandes quantidades. Isso para que a decoração e o ambiente não fiquem sobrecarregados.

Creio que foi por isso que achei esse casamento uma bela referência para você que pretende casar no verão.

O que eu mais gostei? Dos arranjos tropicais, do sapato amarelo da noiva e dos vestidos rendados das daminhas.

Mas acho que melhor do que ficar escrevendo é mostrar para você, certo?

Suspire e inspire-se!

pajens e daminhas noiva de sapato amarelo buquê tropical first look casamento de verão casamento de verão casamento de verão

Imagem: One Love Photo

 

Casamento de verão ao ar livre

Casamento de verão

Pins da Semana | Casamentos de verão & Decorações lindas

 

Casamento | Como não casar endividada? & Vem conferir as dicas

Como não casar endividada? Essa é a pergunta de 1 milhão de reais. Casar é um sonho para a maioria das noivas, mas até que ponto podemos ou devemos ir para realizá-lo. Começar a vida de casada em meio a dívidas pode causar um estresse gigantesco nessa nova etapa da vida. E não é nada disso que queremos. Afinal, o primeiro ano já é muito difícil de lidar mesmo sem esse peso.

 

Como não casar endividada?

 

Muitas noivas vão além do que podem para realizar o casamento. Já vi casais vendendo carros, economizando de todos os lados para poder sobrar um pouquinho mais para aquele detalhe que tanto querem. Isso é normal. Porém, não é preciso se encher de dívidas para celebrar o casamento.

Primeiramente, é preciso planejamento e ter clareza no que realmente importa e no que realmente querem para o grande dia.

Planejamento é tudo!

via GIPHY

Coloque no papel qual é o orçamento de vocês, o que é prioridade e o que não é tão importante assim. E foco! É mais fácil descartarmos o que não é importante quando sabemos exatamente o que queremos.

Sei que com tanta coisa que o mercado oferece para um casamento inesquecível é quase impossível se conter. Mas mantenha-se dentro do budget. Tenha em mente que aquela lista é a sua prioridade e antes de mais nada, você deverá cumpri-la. Se sobrar um pouco para gastar com outros detalhes, perfeito! Mas se não sobrar, tudo bem, isso não fará seu grande dia ser inferior.

Temos que pensar que, quando falamos em casamento, nosso gasto não é apenas com a festa, mas também com a lua de mel e com a casa nova.

Tudo isso deve estar no planejamento, ou seja, antes de pesquisar e pegar referências do que gosta, preencha o planejamento.

via GIPHY

Um planner para o casamento ajuda muito a gente se organizar nesse sentido. Invista em um. E lembre-se, todo e qualquer gasto durante os preparativos deve estar dentro do planejamento para que no final, não aja nenhuma surpresa desagradável.

O que quero dizer é que é preciso pensar no “porquê” do casamento e “o que” é importante para depois entrar em ação. Qual é o real objetivo?!

 

Mais detalhes a serem pensados

 

Tendo tudo isso em mente e bem claro, é a hora de pensar no “como”. Como começar os preparativos? Como começar a organizar o casamento?

Como mencionei acima, depois de tudo esquematizado, chegou a hora de seguir a lista de prioridade. Aqui, é preciso saber o quanto será gasto para cada fornecedor do budget total para assim, continuar dentro do budget.

Outros detalhes são: onde será cortado gastos e onde será aplicado o orçamento para cada fornecedor, qual será a quantia dada por cada um, o que cada um pretende pagar e se terão ou não a ajuda de alguém (seja dos pais ou dos avós).

Cada gasto deve ser anotado na planilha para que nada saia do controle.

Como não casar endividada

A lista de convidado também é algo a se pensar, uma vez que, é ela que define o valor gasto em muitos fornecedores. Quanto menor a lista, menor é o gasto.

Quanto a casa nova. Será necessário mesmo já investir em um imóvel ou será que por ora, o aluguel não seria mais vantajoso? É preciso prestar atenção no valor das parcelas e se elas se enquadram no orçamento total, no budget que inclui o casamento e a lua de mel.

Além do mais, é preciso pensar que podem surgir algumas emergências no meio do caminho. E para isso, é preciso estar preparada.

Isso não significa fazer sacrifícios enormes, já que o excesso nunca fez bem a ninguém, mas pensar que, talvez, um corte num gasto aqui a curto prazo, fará toda a diferença a longo prazo.

 

Parcelar ou não o casamento?

 

Nem sempre parcelar o casamento ajuda. Muitas vezes só prejudica, pois tende a aumentar os gastos. Mas cada caso é um caso e deve ser avaliado com a necessidade de cada casal. Deixar o dinheiro rendendo o máximo possível, é o ideal. Mas também precisa-se ter em mente que a renda atual não está garantida, uma vez que, percalços possam acontecer.

A melhor opção mesmo é pagar os fornecedores à vista. Quando se tem dinheiro em mãos é possível conseguir bons descontos. O que resulta numa sobra maior no orçamento podendo ser investido o valor do desconto em outros detalhes.

Ela pode ser colocada em uma reserva, ou ainda ser implementada para ajudar a pagar outro fornecedor mais rapidamente.

Sei que quando o assunto é dinheiro os ânimos esquentam, mas é imprescindível poder conversar sobre a questão. Assim, a porcentagem de chances de desentendimento por causa do assunto diminui muito.

Então, planeje-se e entre na vida de casada feliz e sem dívidas.

Como não casar endividada

Imagem: Reprodução

Posts anteriores