Dicas para a lista de convidados & O terror das noivas

Sei que já falamos sobre a lista de convidados aqui e aqui e em outros links no blog, mas esse assunto aterroriza tanto as noivas que não nos importamos em escrever mais uma vez sobre ele.

Só os noivos sabem como é difícil montar a lista, quando colocamos no papel todas as pessoas que queremos convidar para o nosso casamento a lista fica gigantesca! Infelizmente para quase 99% dos casais, o orçamento do casório é limitado, por isso é tão importante ter bom senso na hora de elaborar a lista. Mas a tarefa não é fácil, pois quando existem sentimentos envolvidos, a coisa sempre complica.  isso sem falar na tão temida política da boa vizinhança. rsrs.

Afinal, o que podemos fazer para diminui-la?!

Essa é a questão que muitos casais enfrentam. Por isso, fiz um infográfico para ajudá-los. Mas antes disso, quero dar algumas dicas especiais para os casais que estão começando essa tarefa mais assustadora que qualquer filme do Jason.

1. Começamos a lista por onde?

Todo início é difícil. Então, por que não começar com a família, depois os amigos mais íntimos e aqueles amigos que mesmo não sendo tão intímos tem um lugarzinho reservado no coração de vocês? Para ter certeza que não repetirão nenhum nome, vocês podem fazê-la em ordem alfabética.

Na minha opinião, separar em categorias é mais fácil e menos complicado. Segue um exemplo abaixo:

– Família: avós, tios, primos, padrinhos, parentes distantes;

– Amigos: aqueles que participam da vida do casal, ou seja, os mais ínitmos, depois aqueles amigos dos pais dos noivos que acabam virando amigos em comum, aqueles amigos dos amigos que gostamos, os colegas de trabalho e por aí vai.

2. A lista que cabe no bolso do casal

Muitos casais cometem o erro de fazer a lista de convidados separadamente. Isso sempre gera listas enormes que acabam saindo do budget dos noivos. Afinal, um casamento é todo construído pela lista de convidados, uma vez que, muitos fornecedores precisam do número exato para passar o orçamento. Por isso, separem um tempinho, sentem e elaborem a lista juntos. Lembrem-se sempre de que vocês não devem convidar ninguém por obrigação. Como já falei aqui no blog, o grande dia é de vocês e isso quer dizer que vocês podem fazer tudo!!!! Inclusive não convidar algumas pessoas. E não sintam-se mal por isso.

3. Como lidar com os convidados dos pais

Apesar da festa ser do casal, é delicado e super atencioso os noivos convidarem alguns dos amigos mais próximos dos seus pais.  Se a lista deles for muito extensa, expliquem de uma maneira cordial que a lista de convidados já está completa, e que eles deverão convidar  no máximo tantas pessoas.

Para deixar ainda mais completa essa publicação, resolvi colocar também um artigo escrito pela Jane, ex colaboradora do Casarei, que fala sobre um assunto polêmico aqui no Brasil, as duas listas de casamento. Uma é aquela em que o casal colocará todos os convidados que participarão da cerimônia e a outra com os nomes de quem serão convidados também para a festa. Esse modelo é muito utilizado no estrangeiro, principalmente na Europa, mas aqui no Brasil ele pode causar até brigas.

Gostaria de saber a opinião de vocês sobre isso.

Segue o artigo:

“Sábado fui a mais um casamento aqui em Munique. Desta vez fui convidada apenas para a cerimônia, que sempre tem uma mini-recepção no mesmo local com bolo e champagne (mas é só bolo e champagne/suco mesmo, gente! Sem docinhos e lembrancinhas mil e sem badulaques), geralmente organizado por amigos e familiares.

Não é o primeiro casamento para o qual sou chamada apenas para a cerimônia. As festas que vêm depois são sempre para pessoas mais íntimas, raramente chegam aos cem convidados e nem sempre eu estou entre os cem mais íntimos do casal (ou entre os cinquenta mais íntimos de um dos noivos).

Eu acho ótimo e super natural que haja essa coisa que convidados para cerimônia e os mais íntimos para a festa. Afinal, as pessoas com quem nos relacionamos tem mesmo níveis de intimidade diferentes conosco, o que não significa que não sejam importantes. Meu amigo que se casou no sábado é uma pessoa querida o suficiente para que eu o quisesse cumprimentar, mas tenho plena consciência de que não estou entre seus amigos mais íntimos, assim como ele não está entre os meus.

Uma amiga uma vez comentou que a cerimônia aberta é boa para dar às pessoas que gostam de você a oportunidade de dar um abraço e desejar felicidades, mesmo sem ter intimidade o suficiente para ir à festa. Quando você “fecha” a festa, essas pessoas ficam privadas de felicitar você.

Mas daí, né… eu penso no Brasil… e lembro que muitos ficam magoados, sentidos, ofendidos e consideram até deselegante quando os noivos fazem duas listas. Isso sem falar na turma que vai para a cerimônia só para “furar” a festa depois.

Então eu queria saber de vocês:

Isso é um tabu para vocês?
Fariam ou não fariam duas listas? E por que?

E por fim: vocês sentiriam-se ofendidas ou magoadas se algum conhecido ou até amigo as convidasse apenas para a cerimônia? Ou entenderiam numa boa a complicada (e cara!) logística de se organizar um casamento e iriam mesmo assim dar um abraço no seu amigo querido”?

xo

Nati

O dilema de toda noiva

Todo mundo sabe ou imagina, que organizar um casamento não é fácil, mas só a  noiva sente realmente na pele o quão difícil é!!!!

Falo isso, pois muitas noivas que conheço estão passando por algumas saias justas como: Orçamento limitado, não poder chamar todas as pessoas que gostariam para o grande dia, e ter ainda que lidar com as pessoas que se convidam para o casamento.

Creio que todas as noivas passam por isso, em alguma etapa da organização do casamento. A falta  de empatia parece ser o grande problema, ou seja, as pessoas não se colocam no lugar dos casais. Quem já se casou sabe,  NÃO PODEMOS CONVIDAR TODO MUNDO QUE CONHECEMOS!!!!!

Quando o bom senso falhar, e mesmo assim vocês forem questionadas sobre o tema, expliquem que realmente gostariam muito de poder convidar todos, mas que infelizmente o orçamento não permite.  Mas tenham sempre  em mente que, os amigos de verdade sempre vão nos compreender e estar ao nosso lado.

O resto… é resto e não precisamos gastar nossa energia tentando nos desculpar com quem não quer ouvir e entender a situação!!!!!!

#ProntoFalei

Imagem: Tumblr/Reprodução

Mini & Quem convido para o meu casamento

Casais, esse post é uma dica misturada com um mini wedding lindíssimo clicado pela Cana Vídeo.

O casamento que selecionei hoje para vocês está mais para um micro wedding do que para um mini rsrs. Isso por causa da quantidade de convidados, que foi mínima. E eu adorei esse fato. Por que?

Muitos casais sonham em fazer um mini, mas acabam aumentando consideravelmente a lista de convidados para não magoar ou ainda para que não fique feio o fato de deixar de convidar alguém. Ok, eu entendo completamente vocês, massssssssss é o casamento de vocês… uma cerimônia para celebrar a união do casal que se ama e quer viver juntinhos e felizes para sempre, por isso é interessante convidar só e digo SÓ quem vocês sabem que prezam por esse amor ou quem participou de toda a história, ou seja, pessoas importantes na vida de vocês. E na parte do desabafo explico melhor.

Por exemplo, foi postado no nosso Face que a Angelina Jolie não convidou o seu pai para o casamento secreto deles. E o por que disso? Segundo a babá, porque ele costuma a estragar tudo… a querer ser o centro das atenções. Vocês gostariam de ter uma pessoa assim nesse momento tão especial da vida de vocês? Eu não!!!!!

Então, ao criar a lista de convidados pensem com carinho nessas pessoas especiais e deixem de lado aquelas pessoas que vocês convidariam só por convidar, porque se sentiriam mal. Como é uma data especial vocês podem tudo!!!!

Imagem: Cana Vídeo Production

Posts recentes