Quem casa, quer casa & Quer também sinal de wi-fi rsrsrs

Não é novidade que cada dia que passa, mais e mais produtos usam o wi-fi para as mais diversas funções. E isso vai ser cada vez mais frequente com passar do tempo. Até ai tudo bem, mas E O SINAL?! Bom, que atire o primeiro gadget, quem nunca sofreu com a falta de cobertura do wi-fi do seu roteador!! rsrsrs
É fato que a grande maioria dos roteadores não conseguem dar conta do recado sozinha, e o que é pior, às vezes bastam duas paredes, entre o nosso gadget e o bendito roteador, para que o sinal seja nulo ou insuficiente. Ahhhhhhhh!!!!!

A dica de hoje, é um mega, ultra, blaster roteador, o EERO Home Wi-Fi. O equipamento que é bem discreto e muito bem acabado, diga-se de passagem, é composto por um kit que consegue distribuir o sinal de forma uniforme, e continua, em todos os cantos do nosso lar doce lar!!
O fabricante afirma que cada “base”, consegue cobrir uma área de até 300 metros, o que com certeza seria suficiente para muiiiiita gente!!!!
Então já sabem, se não quiserem passar nenhum tipo de nervosismo por conta do sinal wi-fi, Eero é a solução!!!

O equipamento pode ser encontrado na Amazon.

 

Imagem: Divulgação

 

Quem casa, quer casa | Produto high tech para a casa nova

Da série: quem casa, quer casa & Dicas para uma cozinha moderna

Quem casa, quer casa: método de organização e divisão de tarefas

Da série: quem casa, quer casa | Tecnologias para a casa nova

Vida de casada | Como lidar com o primeiro dia dos pais depois de casada?

Duas famílias se uniram e viraram uma só. Porém, as datas comemorativas continuam surgir e a questão é: como lidar com primeiro dia dos pais depois de casada?

Estar casada é somar nossa experiência com a vivência do nosso parceiro e é dividir não só tarefas, mas também as datas comemorativas. Como decidir com quem passar o primeiro dia dos pais, dia das mães, natal e ano novo depois de casadas? Posso dizer para vocês que essa decisão não é nada fácil rsrs, mas não é necessário haver brigas por causa disso!

com quem passar o dia dos pais no primeiro ano de casamento

Eu sofri muito nos primeiros anos de casada (leiam morando juntos), pois ficava com o coração dividido. Queria estar em 2 lugares ao mesmo tempo! Mas como sou apenas humana, e não tenho o poder de me multiplicar (sonho rsrs), precisava tomar uma decisão.

Mas como decidir isso sem brigas ou discussões, já que cada um tem um desejo, uma vontade?

#1 – Conversa:

Sempre falo que uma boa conversa resolve qualquer problema. E é a mais pura verdade. Aprendi isso ao longo dos 10 anos de relacionamento.

Uma pessoa não pode tomar uma decisão pelo casal. Agora, os noivos são uma família, portanto, tudo deve ser decido em conjunto.

#2 – Dividir o dia:

Para os casais que não abrem mão de passar o dia dos pais juntos, que tal dividir o dia e passar um pouco com cada um deles? Por exemplo, que tal um almoço em um e jantar no outro?

#3 – Cada um com seu pai:

O casal não nasce grudado, ou seja, é possível que cada um passe o dia com seu respectivo pai. Não tem nada de estranho nisso!

#4 – Um dia com cada um:

É possível também designar um dia para cada um. Por exemplo: um sábado com um pai e um domingo com o outro. Isso, se ambos acharem essa uma boa ideia!

# 5 – Um ano com cada pai:

Se não é uma opção o casal passar o dia cada um com seu pai, é possível ainda passar um ano com cada um. Para não ter brigas, isso pode ser decidido na moeda rsrs.

Claro que, quando for a sua vez de faltar o dia dos pais, não esqueçam de garantir um bom presente e uma mensagem pedindo desculpas e agradecendo por seu papel em sua vida.

 

Life & Maternidade | Inspiração linda para o quarto do bebê

Aqui no Casarei, não falamos apenas sobre casamentos. Abordamos também o antes, o durante e o depois. A maternidade não é um assunto decorrente aqui, apesar de já termos postados algumas dicas, mas se tornará ainda mais presente. Afinal, nossas noivas mais antigas, hoje estão se tornando mães.

E vê-las passar por esse processo maravilhoso nos dá ainda mais vontade de trazer referências, dicas e desabafos sobre o assunto.

A inspiração de hoje é de um quartinho lindo de bebê no estilo escandinavo. O que mais nos encanta – e acho que não apenas nós, da equipe, mas a maioria das pessoas – nesse estilo é a simplicidade e a leveza na decoração. Características obrigatórias quando falamos no quarto dos pequenos.

Quando estamos pesquisando sobre o quartinho, vemos diversas imagens maravilhosas que dá vontade de copiar do início ao fim, mas não podemos nos esquecer que além de ser lindo, o ambiente deve ser prático e aconchegante.

E sim, tem como juntar a praticidade com o conforto. E assim é a inspiração de hoje! Mais fotos, aqui.

Suspirem e inspirem-se mamães!

quarto de bebê estilo escandinavo quarto de bebê estilo escandinavo quarto de bebê estilo escandinavo quarto de bebê estilo escandinavo

Imagem: Ruth Eileen | Sessão Maternidade da Melissa Social Media/Style Me Pretty

Life | Da série: relacionamentos & O que realmente importa?!

Esses dias atrás, eu li uma matéria denominada Coisas a gente compra de novo, pessoas a gente perde para sempre, publicada na Resiliência Magazine. Pode até parecer óbvio o título da publicação, mas muitas pessoas acabam fazendo exatamente o que ela diz: focando nas coisas e não nas pessoas.

Muitas vezes, só percebemos que estamos com o foco no lugar errado quando perdemos a pessoa amada.

Eu pergunto para vocês: o que vale mais a pena, perder coisas que podemos comprar de novo ou perder pessoas queridas para sempre?

relacionamento

Imagem: Unified Soul Theory

A rotina, a pressão do dia a dia, a busca por conforto e algumas riquezas, nos fazem estar quase 100% do tempo com o pensamento nisso. Essa busca incansável, falo incansável pois nunca é o suficiente, acaba se tornando muito mais importante do que quem está ao nosso lado. As confidências, as conversas, a diversão…. são coisas secundárias. Com o passar do tempo, paramos de perguntar como a pessoa está, não a olhamos mais nos olhos…. porque no momento, o foco não é esse. É proporcionar uma vida melhor para ela.

Mas será que a pessoa em questão trocaria a atenção, o carinho e as palavras de amor para ter mais conforto e folga na vida, se em troca ela tem que abrir mão desses pequenos atos?

Será que realmente vale a pena!!!!!

O dinheiro vai e vem, sempre foi assim…. e sempre podemos deixar para comprar essas coisas mais para frente, mas na maioria das vezes, o tempo perdido com a pessoa amada e ela, quando está cansada disso tudo, não voltam nunca mais.

Colocando esses pesos em uma balança, qual pesa mais? Qual tem mais importância para vocês?!

Pensem nisso e não deixem de serem gentis, não deixem a rotina tomar conta, não deixem que a vida passe sem mostrar para quem vocês amam o quanto ela realmente é importante!

| Posts anteriores